Força para a agricultura familiar

Publicado por Marilvia Oliveira em 30/09/2013 às 23h25

Há alguns anos atrás, fui responsável pela coordenação técnica de um trabalho de organização de cooperativas junto aos assentados do Pontal do  Paranapanema. No trabalho, desenvolvíamos com os assentados, que já possuíam terras, e com os acampados - que estavam ainda aguardando uma terra, um trabalho de formação de negócios com os produtos agrícolas. Discutíamos seu beneficiamento, que agregaria valor, e as formas de comercialização assim como fazíamos, com cálculos simples, a formação dos custos, do preço e a identificação de seu lucro. A idéia era que vissem as possibilidades de um pequeno negócio agrícola familiar, ou cooperativado.

Saiu esta semana a Cartilha Estratégia de Acesso a Mercados para a Agricultura Familiar, com vários dos pontos que tratávamos, e outros importantíssimos como os órgãos de apoio institucional e governamental, com orientações de como usá-los, como se organizar para trabalhar em cooperação com eles. Fantástico suporte.

A iniciativa é da Fundação Banco do Brasil e União Nacional das Cooperativas da agricultura Familiar e Economia Solidária.

Você pode acessar a cartilha neste link

http://litoralsustentavel.org.br/wp-content/uploads/2013/09/Cartilha-Estrag_gia-de-Acesso-a-Mercados-para-a-Agricultura-Familiar-Fundacao-Banco-do-Brasil.pdf

É um material visualmente atrativo e os tópicos são tratados de forma objetiva e direta. Pelo que vivenciei dos grupos de assentados e acampados, acredito que vão precisar de um suporte técnico para descobrirem tudo que está nesta cartilha mas, com o apoio dos próprios órgãos, chegam lá.

Mas onde entra o suporte comercial de um site próprio?

Não vi nos caminhos de comercialização, um modo de divulgação para quem tiver produtos beneficiados, ou mesmo produtos in natura, com produção regular. Este caminho está pronto e precisa ser usado – bastará criar um site ou fazer um blog. Com um criador de sites, isto será fácil pois há modelos prontos que podem ser imediatamente usados, preenchendo-se os campos com os produtos e descrição de contato para que possam ser encontrados e contratados.

Certo, o pessoal da agricultura familiar não tem traquejo com internet. No entanto, precisam ir se familiarizando. Uma lan-house na cidade pode ser o primeiro ponto de apoio para eles.

O paradoxo é que a cartilha fala dos sites dos órgãos, fala de formulários que devem ser preenchidos e encaminhados por e-mail mas não falam de se fazer um site para os agricultores familiares e seus negócios. Fica aqui o desafio para quem decidir encampar este projeto. Mesmo que seja contatando vários agricultores familiares e promovendo a oferta conjunta deles através de um site ou blog.

Vamos achar juntos este caminho? O convite está feito.

Categoria: Conteúdo, Criar Blog, Fazer blog, IDEIA PARA BLOG, IDEIA PARA SITE
Tags: agricultura familiar, Cartilha Estratégia de Acesso a Mercados para a Agricultura Familiar, criador de sites, criar um site, fazer um blog, Fundação Banco do Brasil, site próprio

Comentários

arenilton em 02/01/2014 21:43:54
legal muito
ana claudia em 02/01/2014 21:43:32
massa adorei
Adrielly em 02/01/2014 21:42:55
legal adorei demais nota 10 quero fazer assim

Enviar comentário

voltar para Criar blog

left show tsN fwB|left tsN fwB|left show fwB|bnull|||news fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR b01 c05 bsd|normalcase c05 b01 bsd|login news normalcase fwR b01 c05 bsd|tsN normalcase fwR b01 c05 bsd|b01 normalcase c05 bsd|||